sábado, setembro 27, 2008

Propaganda é coisa de bandido

Isso que dá revirar seus arquivos antigos, para dar uma rearrumada na casa.
Acaba achando pérolas.
Dentre a papelada da época da minha faculdade, achei uma edição da revista " Propaganda & Marketing Especial ", Ano 1, número 6, de Junho de 1995.
Uma edição mais voltada para som eletrônico/produtoras.
Tinha Tico Terpins ( tio do Balde), Dudu Marote ( produtor do Skank), dentre outros.
Mas o que me deliciou foi a definição de propaganda feita por esse gênio que admiro tanto, o Tom Jobim.
Ele disse:
" Propaganda é coisa de bandido."
Como a revista completou, no melhor dos sentidos.
E a revista segue: " A linguagem da propaganda, segundo Jobim, é rápida." Não daria tempo de um ladrão discursar. - Por favor, passe-me sua carteira, estou precisando desse dinheiro."
Perfeito, Tom, perfeito.
Em 30 segundos de televisão, uma empresa precisa passar toda sua mensagem, ou de seu produto.
Rápido como um bandido. No melhor dos sentidos.
Ê cara "bão" esse Tom Jobim.
Gênio.
Postar um comentário