quinta-feira, dezembro 10, 2015

Sobre política, Nina Simone e a vida


Não sou de esquerda. Não sou de direita. Não sou de centro. Não sou contra a Dilma. Não sou contra o Aécio. Não sou nada satisfeito com o clima de guerra que algumas pessoas fazem por causa de política, especialmente aqueles que se deixam levar pelo calor da emoção, e acabam desperdiçando a preciosidade que é uma amizade. Não sou a favor de música ruim. Sou a favor da Nina Simone. Sou a favor do Brasil.

Sou a favor da vida.

Não sou a favor de deixar corrupto impune. Não gosto do Cunha. Não gosto do Temer. Mas nem por isso sou a favor de tirar ou deixar alguém no poder só por tirar, ou só por deixar. Não sou a favor de nada que não seja merecido. Não sou a favor, isso sim, de paralisar todo o rumo de nosso país por uma pessoa desesperada querer manter seus milhões desviados, enquanto no poder. E não estou falando de ninguém em específico. Já trabalhei para PT, PSDB e PV. Neste caso, lembro mais o Ciro Gomes que já esteve em 6 ou 7 partidos e diz ele, saiu para manter sua integridade. Nossa República está sem a expectativa de um futuro bom, porque a democracia anda muito maltratada. Não sou a favor de político nenhum. Não sou a favor de mais de um mandato seguido para nenhum cargo eletivo.

Sou a favor da vida.

Não sou coxinha. Não sou caviar. Não sou a favor de truculência. Não sou a favor de esconder um erro grave de político, pra manter um acerto. Não quero que ninguém fique no poder por eu ser mais tendencioso a uma linha política ou outra. Não sou a favor de maltratar muçulmanos, porque outros muçulmanos erraram. Pois muitos católicos também já erraram, incluindo até alguns Papas de antigamente e suas Guerras Religiosas, como reconheceu o Papa Bento XVI. Mas se não os perdoássemos, não teríamos hoje o genial Papa Francisco.

Não sou a favor do preconceito. De nenhuma espécie. Não sou a favor do machismo. Não sou a favor do feminismo. Mas também não sou a favor de não igualar os direitos de todos. Não sou a favor de restringir o ir e vir. Não sou a favor de se dedicar tão pouco tempo a escutar os outros. Não sou a favor de perdermos tempo. Não sou a favor de digitalizarmos nossas vidas demais. Não sou a favor de falar mal dos outros, mas se precisar, que seja uma crítica construtiva, na frente da pessoa. Não sou a favor de não dar uma segunda chance. Não sou a favor da morte, mas também não sou a favor de viver em sofrimento.

Afinal, sou a favor da vida. Em sua plenitude. E eu entendo que só temos uma para viver. O resto é apenas, e tão lindamente, uma esperança.

* Texto inspirado na música "Ain't Got No" de Nina Simone. Eu agradeço minha prima Juliana Gontijo, por ter postado esta música um dia, em seu Facebook.
Você pode se inspirar também, assistindo ao vídeo de uma de suas gravações, a meu ver a melhor das gravações dela, desta música, aqui
Postar um comentário