quarta-feira, outubro 03, 2007

Pensando Campeonatos


É até engraçado escrever sobre isso, mas fato é que o Campeonato Brasileiro por pontos corridos foi defendido com todas as forças por brasileiros de qualquer idade. Ficaria igual aos campeonatos nacionais europeus, que são os de maior sucesso de público e mídia, é o que dizíamos em esmagadora maioria. Confiram uma pergunta que o usuário de apelido " Humilde" colocou no Yahoo! Respostas sobre o tema.
Eu arriscaria dizer até que o Brasileiro por pontos corridos tem a preferência de muitos por termos um medo danado de voltar ao sistema antigo de " mata-mata", e voltarmos á bagunça nos critérios, de confundir a cabeça do povo com fórmulas difíceis de entender. Algo como " o vencedor do Grupo Verde pega o 3o. do Grupo Vermelho", e no ano seguinte muda para " o time com mais vitórias em casa pega o 8o. com mais vitórias em casa".
Agora vamos á prática. Coletei dados sobre média de público dos últimos 12 Brasileiros, no fantástico site Bola na Rede. Os últimos 4 foram de pontos corridos. Se você somar as médias de públicos, veja o que acontece:

Soma das Médias de Público 2003-2006 ( Era dos pontos corridos ): 43954
Soma das Médias de Público 1999-2002 ( período imediatamente anterior): 52851
Soma das Médias de Público 1995-1998: 45229
Soma das médias de Público 1991-1994: 51710

Vejam que a média de público dos pontos corridos é a pior dos 4 períodos de 4 anos analisados.
Podemos então acreditar que o brasileiro prefere o sistema " mata-mata", pois a situação econômica do Brasil destes últimos 4 anos evoluiu em relação aos períodos anteriores, principalmente nas classes B e C, que são a grande parcela frequentadora de estádios, creio ( não pesquisei isso desta vez), mas a parcela que vai aos estádios diminuiu. Ou seja, o brasileiro tem mais dinheiro no bolso e vai menos ao estádio. Entendeu? Não? Nem eu.
Agora analisemos os públicos dos últimos campeonatos entre clubes no mundo todo, de todos os esportes, que adotam sistema de pontos corridos ou de mata-mata. Vamos fazer um ranking, pra visualizar melhor ( fonte e inspiração é a Wikipédia, claro):

1) NFL 2006, de futebol americano: 67.738 pagantes, em média
Categoria: Mata-Mata
2) Campeonato Mundial de Clubes da FIFA 2006: 43.163 pagantes em média
Categoria: Mata-Mata
3) UEFA Champions League 2007: 39645 pagantes, em média
Categoria: Mata-Mata
4) Bundesliga 2006, ou alemão de futebol:37644 pagantes, em média
Categoria: Pontos corridos
5) AFL 2007, de futebol australiano, uma variação do rugby :36.791 pagantes, em média
Categoria:Mata-Mata

Ou seja, 4 dos 5 campeonatos de maior público, em qualquer esporte, no mundo inteiro, são no sistema mata-mata.
Pensando assim, o sistema mata-mata atraindo mais gente são os que mais geram faturamento, certo?
Quase. A NBA está apenas em 17o. lugar neste ranking, em termos de média de público.
Mas seu contrato atual de TV com a rede TNT gerou a ela a bagatela de 2.2 bilhões de dólares.

Uma das grandes razões para isso é: você já viu americanos saindo em massa para disputarem campeonatos europeus de basquete?
Não, a NBA assegura os melhores jogadores de basquete do mundo, e é o sonho de qualquer aspirante a atleta profissional de basquete.
O Brasil não é o país do futebol? Pois certamente deveria ser a NBA do futebol.
É para cá que os jogadores da Europa deveriam querer vir, para aprenderem a ginga.
O que acontece hoje é uma exportação em massa de nossos craques, e uma valorização cada vez maior por aqui dos Campeonatos Europeus de clubes, a ponto do Barcelona já ser um queridinho nas pesquisas sobre quem torce pra que time aqui.

Resumo da ópera:

1) Campeonato mata-mata, com quartas-de final, semifinal e final, em séries melhor de 3 jogos cada. O mundo confirma isso nas maiores médias de público do planeta.
2) A CBF poderia reservar uma cota dos amistosos da seleção ( hahaha!) para bancar estrelas do futebol mundial aqui no Brasil. Já imaginaram? Henry jogando no Galo, Cristiano Ronaldo no São Paulo, Messi no Grêmio, só pra começar, afinal é muita grana. Com o tempo, o campeonato brasileiro de futebol sendo vendido para TV´s de outros países pagaria esse investimento.
3) Cada clube com um estádio moderno, vendendo pacote de ingresso pra temporada antes dela começar. E caprichar bem mais no marketing, grande segredo dos grandes campeonatos.
4) Cada clube brasileiro só pode vender 1 jogador de seu clube por ano ao exterior.

Com isso, teríamos sim um grande Campeonato Brasileiro de clubes.
E ele só começa com um sonho destes.
É o que penso hoje sobre campeonatos.


* Foto de Mineiras, Uai!
Postar um comentário