quinta-feira, maio 18, 2006

Poesia.Com.Coração.

Neste texto não entram balas perdidas
Estas palavras não trazem granadas
Nesta tela não passa cena de violência
Esta poesia não caça famílias sofridas
Não desaparece com pessoas amadas
Não caça o alvará da inocência

Este momento é para os que sofreram
Para sumir com as cenas insanas
Para jogar o trauma num lixo reciclável
De onde sairão luzes para os que renasceram
Reflexão isolada para as mentes profanas
Incapazes de um gesto amável

Eu sei, não lerás estas palavras
Mas se encontrar com alguma delas
Prometa não matar mais almas belas
Postar um comentário