segunda-feira, julho 03, 2006

22o. dia e a força da casa

A força da casa foi a energia dos alemães
Os argentinos abriram o placar com Ayala
O time da casa igualou com Klose
O jogo seguiu lutado como briga de cães
Nos pênaltis, Lehman lia um papel, analisava
Pegou dois, adeus Argentina, perderam a pose

A Itália acordou na Copa, fez três com estilo
Parecendo estar em cochilo, a Ucrânia caiu
Foi sua primeira Copa, volta orgulhosa
Luca Toni voltou a fazer gols a quilo
A bola a seguí-lo, sua artilharia surgiu
Azzurra passa para as semis em polvorosa
Postar um comentário