domingo, julho 23, 2006

Sons bêbados

Senti pedra
Sumi tanto
Marquei, sim
Como quis estar
Não sem dó
Amor em dó
Cria pia
Afoga dor
Água na barra
Farra na pilha
Ré, saco
A ré pende
Ao lado mais frasco
De ramo desconhecido
Ré saci dó
Ré nasce
Em frente
Postar um comentário