terça-feira, agosto 08, 2006

A conversa-8

Desde já aviso que o conteúdo desta conversa real travada há uns dias não tem o menor propósito de diminuir intencionalmente o nome, apesar de que é da crença de todos que já a escutaram que o dono do estabelecimento deveria pensar seriamente em nomeá-lo de outra forma.

Marido: Esposa, olhe ali, aquela é uma loja que parece vender doces e salgados regionais, mas o dono foi azarado.
Esposa: Por que você diz isso, Marido?
Marido: Olhe ali, Esposa, a loja se chama Cantinho Cheiroso. Se chamarmos a loja somente pelas iniciais, viraria CC.
Esposa ( já rindo muito)
Marido ( continuando): Eu é que não me inspirei a visitar o local. Ele deve sim é chamar a atenção da Vigilância Sanitária.

A conversa terminou em risos. O dono do local, que não tem culpa nenhuma, foi vítima de uma tiração de sarro típica de um casal procurando algo pra se divertir no início do dia.
Mas o autor deste blog acredita seriamente que ele deveria mudar o nome do seu estabelecimento. Ou não, caso queira continuar ganhando publicidade gratuita. O problema é a qualidade desta propaganda.
Postar um comentário