segunda-feira, agosto 07, 2006

Derivações do futebol

Quem ama futebol acaba se descobrindo envolvido em várias derivações dele.
Não somente assistir ao jogo de quarta-feira à noite na Globo.
Eis algumas possibilidades de derivações do futebol encontradas por aí:

1- Colecionar figurinhas da Copa do Mundo, da Panini. Para o meu álbum, faltam 86 figurinhas. Quem tiver também, mande um post.
2- Jogar jogos de gerenciamento de times de futebol. Atualmente eu gerencio o Araxá no GameGol , o Gornik Zabrze da Polônia e o Kingstonian da 3a. divisão inglesa no ManagerSim
No GameGol, criei até uma liga, a Liga TDO, sigla de Turma do Olé, sendo Olé proveniente do extinto jogo Olé ( coloquei o link só por saudade, você não achará nada nele).
3- Ao invés de enciclopédia ou wikipedia de assuntos gerais, um anuário só sobre futebol. Eu tenho o do ano 2002 lá em casa.
4- Quando eu tinha 10 anos, meu pai prometeu me levar à final do Brasileirão, onde quer que fosse. Eu torci como nunca para o Bahia, para poder conhecer Salvador. Naquela época, 1984, o Bahia tinha time. Mas acabou dando Flamengo e Santos na final, 3 a 0 para o time de Zico. Eu e meu pai acabamos presenciando o recorde de público da história do Brasileirão, até hoje, 155 mil pagantes. Com direito a Serginho Chulapa dando voadora no juíz. Na entrada do jogo, bandido à moda antiga, tentou roubar a corrente do pescoço de meu pai, que fechou a janela pela maçaneta. O ladrão desistiu. Caso fosse a final de 2006, eu não estaria aqui pra relatar esta história.

Melhor ficar por aqui hoje. A lista é extensa.
Depois eu volto e conto mais.
Um mês depois da série de poesias sobre a Copa , eu já estava com saudade do tema.
Postar um comentário